28/12/07

Angola para os angolanos

Por: Manuel Caetano*


Em meios a nossa visível situações os mais novos, os jovens não cansam de se perguntar o que acontece com o nosso país. Aonde vai todo o dinheiro proveniente do petróleo e diamantes? Pois bem a cada dia que passa, mais e mais estrangeiros nas ruas das cidades. E o povo? Bom isso parece que nem mesmo os nossos governantes ligam.
Nas mídias aparece que angola está crescendo, a economia está em boa fase, mas é isso que os Angolanos acham? Creio que não!

Estrangeiros trabalhando em nossas terras, e juntamente com ele a sua mão de obra, formada com os seus próprios conterrâneos, e os angolanos, Bom esses não tem qualificação, não tem uma formação básica que os permitas ocupar certos postos.
Quase seis anos de paz e cadê as mudanças que deveriam aparecer em grande escala?
Onde estão todas as obras que cobrem as manchetes da mídia? Pois bem tudo não passa de projetos. Falando nisso, não é de hoje que o povo vive essa situação. Em quase toda historia de angola houve projetos e mais projetos, mas infelizmente a corrupção não permite que esses projetos aconteçam. E quem paga com isso? Somos nós, os pobres, os sem formação, os sem nada. Enquanto uns tem muito outros tem nada. E os governos preverem fazer vista grossa a situação dos seus irmãos.

Sim, angola para os angolanos.
Que vergonha a nossa gente ter que depender de entrega de donativos.
Que vergonha ver um estrangeiro ocupando lugar que seria do filho daquela terra.
Pode ter certeza que nos paises estrangeiros, não seriamos tratados da mesma forma como os estrangeiros são tratados em nossas terras.
Xenofobia? Talvez, mas é uma forma de protesto contra tudo que nos impeça de crescer.

Angola para nós angolanos, um sonho que sempre desejamos, mas que a cada dia torna-se mais e mais distante. Mas fica a certeza de que os mais novos já mais cansarão de lutar para conseguir esse sonho. Eu, Nando, Denis e outros Angolanos, estamos cientes disse, e é nosso dever renovar a nossa mãe Angola. Vamos mostrar que o nosso povo tem poder para mudar, vamos mostrar que não precisamos ser dependentes dos outros, afinal de contas não moramos em um país de coitados. Temos a força pra mudar a nossa situação, só precisamos que a Vista grossa passe a ser a nossa grande aliada, mas com ela ou sem ela vamos crescer, mesmo que na dificuldade.

Chega de Malianos, Chineses, senegalenses em nossas terras, angola é para os angolanos.
E não para estrangeiros.

* Angolano Residente no Brasil.

Curitiba aos 27 de Dezembro de 2007

1 comentário:

paulissima disse...

Engraçada contradição: o autor do texto decidiu emigrar para o Brasil, mas prega que não haja imigração para a Angola?